HOTWORDS

Theme Support

Unordered List

Recent Posts

Science Planet. Tecnologia do Blogger.

Fashion

Technology

Fashion

Editors Picks

Follow us


A Terra é o ZOO dos ETs.

''Eu Já Tinha pensado em nos sermos uma raça criada pelo alienígenas, mais essa teoria também é interessante.''
Na última conferência Starmus, na Espanha, o astrofísico Neil DeGrasse Tyson afirmou sobre suas três certezas: a vida alienígena existe, é muito mais inteligente e por isso pode não ligar para a Terra.
Para o astrofísico, a humanidade não irá entrar em contato com uma civilização alienígena, porque os extraterrestres devem mais inteligente que os seres humanos, e, por isso, fazer contato ou destruir nosso planeta seria uma perda de tempo.
DeGrasse comparou: “Os alienígenas inteligentes devem nos ver do mesmo jeito que você vê uma lagarta”. E continua: “Mesmo que você quisesse matar todas as lagartas do mundo, você rapidamente ficaria entendiado e iria fazer outra coisa”.
Por isso, o astrofísico diz que a única coisa que os alienígenas fariam, seria nos transformar em uma espécie de zoológico, para poder observar e se divertir com isso. Como brincadeira, ele disse que talvez sejam os ETs a bagunçarem a política mundial por diversão.
“Nós não conseguiríamos compreender mesmo os pensamentos mais simples dessa raça evoluída. Da mesma forma que um macaco não consegue entender as nossas frases mais simples. Para uma raça hiper inteligente, a mente brilhante de Stephen Hawking poderia ser equivalente à de um bebê extraterrestre”, ele conclui tentando explicar sobre a provável falta de inteligência dos humanos perante os ETs.

Fonte

Pela primeira vez, os cientistas conseguiram "editar" o DNA dentro de um paciente vivo.

''Quem sabe seja essa a entra para super poderes ou a cura de muitas doenças''
Os cientistas conseguiram editar o DNA dentro de um paciente vivo pela primeira vez, e parece que estamos em um novo marco na história da ciência.
Um grupo de pesquisadores do UCSF Benioff Children's Hospital em Oakland tentou um novo tratamento que consiste em modificar o genoma humano de um paciente, com a intenção de curar um transtorno genético.
Durante vários anos, os cientistas trabalharam em vários níveis na terapia genética, onde procuraram modificar genes em um laboratório antes de reintegrá-los em um ser humano.
Neste caso, estamos falando de tal modificação ocorrendo dentro do corpo do paciente, e não em um laboratório.
Daí a sua relevância, uma vez que isso poderia mudar para sempre o tratamento genético de doenças que até agora eram incuráveis.

Médicos do futuro, tocando 'Deus'?


Os cientistas referem-se à ferramenta de edição de genes como tesoura molecular. Crédito da imagem: Shutterstock
Brian Madeux, 44 anos, tornou-se parte da história, pois ele é o primeiro paciente a receber um tipo de droga intravenosa, que contém bilhões de cópias de um gene corretivo que está vinculado a uma ferramenta genética capaz de modificar seu DNA.
Esta ferramenta é conhecida como Nucleases do dedo de zinco e é o sucessor do CRISPR. Seu trabalho é basicamente cortar o DNA no lugar certo, como se fosse uma "tesoura molecular", remover o gene responsável pela condição e inserir o gene corretivo. As instruções para todo este procedimento complexo são codificadas em um vírus que foi modificado para atingir o fígado do paciente.
O paciente sofre de uma doença genética rara chamada síndrome de Hunter, que é causada por uma enzima em falta ou com defeito.
Isso faz com que o corpo não seja capaz de derrubar determinados carboidratos, fazendo com que eles se acumulem e causem danos, como aumento do tamanho da cabeça e do fígado, perda auditiva, rigidez articular, dificuldade em respirar e mesmo problemas mentais.
Infelizmente, hoje não há cura e seu tratamento consiste em terapias enzimáticas a cada semana.
A maioria dos pacientes com síndrome de Hunter morre entre 10 e 20 anos, então o caso de Madeux é uma dessas raras exceções.
Portanto, ele decidiu aceitar esse tratamento experimental, sabendo que há muitas coisas que podem dar errado.
Madeux diz que vale a pena dar uma chance apesar dos riscos, pois isso pode mudar a vida de milhões de pessoas, especialmente as crianças, que são as mais afetadas por esse tipo de doença.

Hora de esperar

Os cientistas dizem que a próxima coisa a fazer é esperar pelo menos três meses, que é quando eles obterão os resultados da modificação genética e eles saberão se foi feito corretamente e se houve ou não danos colaterais.
Caso o tratamento seja bem sucedido, a equipe de cientistas estenderá seus testes a novos pacientes adultos para continuar a melhorar a técnica, com o objetivo de iniciar o tratamento em crianças em um futuro próximo.

Fonte

O Homem Foi Mesmo a Lua? Nova Conspiração.

''Bom como você já deve saber sempre haverá possoas que duvidem deste assunto, o que é até normal pois (Nós pessoas ''comuns'') nunca saímos da terra então a escolha é nossa em acreditar ou não. Mais em fim, está ai mais uma conspiração sobre o homem e a Lua.''
pouso na Lua
A NASA poderia ter sido pega “falsificando” os pousos lunares em meio a reivindicações que um “ajudante de palco” pode ter sido visto fotografado no reflexo da viseira de um astronauta que estava supostamente na Lua.
Um vídeo que foi publicado no YouTube sugere que uma figura humana que não usa uma roupa espacial tenha sido capturada na câmera durante o pouso da Apolo 17 de 1972.
À medida que o foco se aproxima de seu visor, o reflexo de uma pessoa aparece no visor – sem usar um traje espacial.
O usuário do YouTube disse:
É de uma fotografia da Lua. É um reflexo de uma das viseiras do astronauta, então achei que parecia um pouco estranho.
Tirei uma foto usando meu software.
O que aparentamos ter aqui é uma figura de um ser humano que não usa um traje espacial, no início dos anos 70, é uma fotografia Apollo 17.
Ele está usando algum tipo de, eu não sei, tipo de colete tipo … uma perna lá, com um sapato, outra perna e uma sombra dessa figura presumivelmente.
O entusiasta admitiu que ele acreditava no pouso lunar antes de encontrar as fotos.
Mas os espectadores do vídeo tiveram reações mistas depois de assistir a filmagem.
Uma pessoa comentou:
Se não é um astronauta, então é outro ser em um traje espacial.
Outro discordou, escrevendo:
Apenas parece ser um outro astronauta.

Veja um Vídeo que diz possuir as provas.





Fonte

Evidencias de Cidade na Antártida.



cidades enterradas debaixo do gelo.
Um oficial da marinha também falou sobre as muitas coisas que viu na Antártica, dentre as quais inclui uma grande abertura no gelo perto de uma região onde o voo não é permitido, que ele cruzou em um helicóptero com uma emergência médica a bordo.
O oficial da marinha dos EUA disse que ele havia levado um grupo de cientistas e foi informado de que não deveria falar mais sobre o assunto. Ele disse que os cientistas desapareceram por duas semanas e que pareciam assustados. Ele ainda disse que, quando os havia levado de volta para McMurdo, todos os seus pertences foram isolados e eles foram levados para uma sala especial na cidade de Christchurch na Nova Zelândia.

Ruínas.
O oficial falou sobre o que ele viu em alguns excelentes detalhes, e consideram esta uma das histórias mais provocativas que já foi apresentada, relacionada ao que está acontecendo em segredo na Antártida .
Na entrevista, o oficial da marinha falou sobre os muitos acontecimentos estranhos que aconteceram na Antártida, e disse que muitas pessoas poderosas haviam visitado a Antártica durante a segunda metade de 2016, inclusive pessoas do Vaticano, políticos e astronautas. Mas por que o interesse súbito em uma região que deveria ser nada além de gelo?

Muro
Em um vídeo, sugeriu-se que os militares encontraram uma cidade antiga que estava debaixo do gelo na Antártida. A questão também foi feita sobre a Operação High Jumpde 1947, onde cientistas nazistas revelaram informações sobre os nazistas com base na Antártida. O governo enviou uma enorme força de invasão à Antártica, e foi dito que eles encontraram enormes naves em forma de disco e que os militares foram atacados por essas naves. Foi então dito que o governo plantou informações erradas sobre o que aconteceu para afastar as pessoas da verdade de que os militares encontraram OVNIs.
Se as fotografias que demonstram que uma cidade antiga está embaixo do gelo na Antártida estão ligadas à Operação High Jump, ainda precisa ser determinado, mas parece que há edifícios no gelo.

''Imaginem só encontrarem as respostas para as nossas maiores duvidas no meio do nada, Controverso não?''



Fonte
Inicio

Total de visualizações

Destaque da Semana