HOTWORDS

Arquivo do blog

Theme Support

Unordered List

Recent Posts

Science Planet. Tecnologia do Blogger.

Fashion

Technology

Fashion

Archive

Editors Picks

Follow us

10 fatos fascinantes sobre o nosso Sistema Solar

Enquanto estamos preocupados com o surgimento de outros planetas em nosso sistema solar (“composto por oito planetas”), há alguns detalhes que merecem atenção sobre os mais conhecidos planetas da Via Láctea.
10. Júpiter suga lixo espacial
download

Júpiter é o maior planeta do nosso sistema solar e é conhecido principalmente pela sua grande mancha vermelha, uma tempestade de longa duração sobre a superfície de Júpiter. Este planeta tem muito mais do que isso, no entanto, e é realmente considerado pelos cientistas por ser importante para a nossa segurança.
A razão para isso é que o tamanho e a força gravitacional enorme de Júpiter trabalha como uma barreira protetora que protege a Terra de lixo espacial, puxando objetos perigosos na sua órbita antes que eles possam chegar até nós.
Um francês chamado Pierre-Simon Laplace descobriu um cometa que parecia estar vindo em direção à Terra, mas ficou preso no campo gravitacional de Júpiter e foi completamente removido do sistema solar.
9. Há cinco planetas anões no nosso sistema solar

eris-planeta-anao, hojeeuvi















Embora certamente haja algum debate atualmente sobre planetas anões, podemos concordar que estes planetas são essencialmente grandes corpos planetários que não limparam a sua órbita o suficiente para serem considerados planetas, mas que ao mesmo tempo não orbitam outro planeta para serem considerados luas.
Na verdade, existem cinco planetas anões no nosso sistema solar, um deles é Plutão, recentemente reclassificado. Os outros quatro são Ceres, Eris, Haumea, e Makemake.

 8. O nosso Sistema Solar está cheio de asteróides
Embora tenhamos todos visto muitos filmes que apresentam asteróides, muitas pessoas podem não saber que o nosso sistema solar contém um grande cinturão de asteróides localizado entre Júpiter e Marte, bem como asteróides menores agrupados em todo o sistema solar, alguns deles bastante próximos da Terra.
7. Vénus é o planeta mais quente
Venus_Clouds

Se perguntar qual é o planeta mais quente, a maioria das pessoas julga ser Mercúrio. Mas isso não é verdade, apesar de ser uma conclusão completamente razoável, visto que Mercúrio é, afinal, o planeta mais próximo do sol. No entanto, Vénus é na verdade um planeta mais quente do que Mercúrio, embora esteja mais longe.
A razão para isto é que prende-se com a atmosfera do planeta Vénus que é espessa o suficiente para reter o calor gerado pelo sol. Curiosamente, Vénus é também a ovelha negra do mundo dos planetas, girando na direção oposta.
6. Estatuto de Plutão há muito era duvidoso
plutão















Muitas pessoas ficaram chocadas quando a comunidade científica anunciou que Plutão deixou de ser considerado um planeta. Muitos de nós tinha aprendido desde jovens que Plutão era um planeta, e tal fato era considerado por muitos de nós como uma verdade inquestionável.
No entanto, o estatuto de Plutão tinha sido colocado em questão há mais de 30 anos – apesar de tal fato ser mencionado poucas vezes fora dos círculos acadêmicos de astrônomos. Plutão é realmente muito menor do que se imagina. Para ter uma ideia, seriam precisos 170 plutões para preencher o espaço ocupado pela Terra.
5. Um dia em Mercúrio é igual a 58 dias terrestres
Mercúrio
Um dia em qualquer planeta é considerado uma rotação completa sobre si mesmo. Estamos acostumados a que esta rotação leve cerca de 24 horas e por isso parece bizarro pensar em passar um dia em Mercúrio, cuja rotação dura cerca de sessenta dias da Terra.
Devido à órbita de Mercúrio em torno do Sol, um ano em no planeta é o equivalente a cerca de oitenta e oito dias na Terra, o que significa que em Mercúrio, há menos de dois dias em um ano. Mas isso não é tudo: devido à órbita estranha do planeta, o sol realmente parece viajar para trás e para a frente no céu.
4. As estações em Úrano duram vinte anos

Urano, NASA, hojeeuvi
Úrano tem uma inclinação orbital de oitenta e dois graus, o que significa que ele está praticamente de lado. O efeito disso é que uma estação em Úrano dura cerca de vinte anos na Terra, e provoca todo o tipo de clima estranho.
Recentemente, Úrano saiu de uma tempestade particularmente longa de inverno. A primavera de Úrano não é nada parecida com a da Terra, como a temperatura muito abaixo de zero, e com enormes tempestades, num completo ambiente hostil.
3. O Sol representa 99% da massa do sistema solar

sol















O sol é, evidentemente, a parte mais importante do nosso sistema solar. Mesmo que esta bola brilhante de gás nos dê luz, calor e energia que faz praticamente tudo funcionar, às vezes é fácil esquecer o quão assustadoramente enorme o nosso sol realmente é.
O sol constitui mais de noventa e nove por cento de toda a massa em todo o nosso sistema solar. Júpiter e outros planetas grandes compõem a maior parte do resto, e Terra quase não regista peso na equação.

2. Você iria pesar muito menos na lua
 peso na lua














A gravidade na Lua, devido à sua pequena massa, é muito menor do que aquilo que nós experimentamos na Terra. Para comparação, a gravidade da Terra é cerca de seis vezes mais forte. Isto significa basicamente que você pode saltar cerca de seis vezes mais do que na Terra.
1. Saturno não é o único planeta com anéis
saturno
Todos sabemos que Saturno tem anéis incríveis, constituídos por pequenas rochas, gelo e outras partículas. Mas, na verdade, existem vários outros planetas que também têm anéis ao redor deles. Na verdade, todos os planetas maiores do sistema solar possuem anéis.
Isto é verdade para Júpiter, cujo anéis não podem ser vistos a partir de nosso planeta, assim como Netuno. Mesmo Úrano tem nove anéis brilhantes em torno dele, mas todos estes são difíceis de ver devido à distância a que os planetas estão da Terra.

Fonte
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Total de visualizações

Postagens em Destaque