HOTWORDS

Arquivo do blog

Theme Support

Unordered List

Recent Posts

Science Planet. Tecnologia do Blogger.

Fashion

Technology

Fashion

Archive

Editors Picks

Follow us

PRÊMIO NOBEL descobridor do DNA afirma: Nossos Genes foram trazidos por Extraterrestres

Francis Crick (8 de junho de 1916 – 28 de julho de 2004) foi um biólogo molecular britânico, biofísico e neurocientista, co-descobridor da estrutura da molécula do DNA em 1953.
Junto com James Watson e Maurice Wilkins, Crick recebeu o Prêmio Nobel de Fisiologia da Medicina em 1962, “por sua descoberta a respeito da estrutura molecular dos ácidos nucleicos e seus significados para a transferência de informação em material vivo”.
Sem dúvidas ele foi um grande cientista que, como muitas outras mentes brilhantes que levantaram teorias que desafiavam o status quo na época, não foi dado a ele a “mídia devida”.
No livro publicado por Crick em 1982, “Life Itself”, ele argumenta não ser possível para uma molécula de DNA ter tido seu início aqui na Terra, e que ela teria que ter vindo de algum outro lugar. Dentro da comunidade científica de tendência predominante, a teoria mais aceita é a de que somos o resultado de grupos de moléculas que se chocam aleatoriamente entre si, criando a vida. Porém, de acordo com Crick, somos o resultado daquilo que é conhecido como Panspermia Direta.  Crick, junto com o químico britânico Leslie Orgel, publicou seu trabalho em julho de 1973.
Sua teoria explica:
Os organismos foram deliberadamente transmitidos para a Terra por seres inteligentes de outro planeta. Concluímos ser possível que a vida alcançou a Terra desta forma, mas que a evidência científica é inadequada no presente momento para dizer qualquer coisa sobre esta possibilidade. Chamamos a atenção aos tipos de evidência que poderiam lançar uma luz neste tópico. (Fonte)
Quanto ao que Crick pensa sobre a teoria de que somos o resultado de um acidente de moléculas, ele diz que isto é tão provável quanto a montagem por acaso de um avião jumbo quando um furacão atinge um ferro-velho. Em outras palavras, ele achava que a teoria não tinha nenhuma credibilidade.
A teoria de Crick é bastante inovadora, tendo em vista que ele ganhou um Prémio Nobel. Pensamentos como o dele não devem ser ignorados, pois na época em que era vivo se tratava de um exímio conhecedor da biologia humana.
Há alguns anos, Chandra Wickramashinghe, Diretor do Centro Buckingham para a Astrobiologia da Universidade de Buckingham, no Reino Unido, publicou um trabalho a respeito de suas descobertas das primeiras evidências de vida extraterrestre encontradas num corpo celeste.
Na época, Wickramasinghe disse ao Huffington Post como, em 1962, ele fez a descoberta:
Hoyle e eu fomos pioneiros na teoria dos grãos de carbono no espaço, que substitui a velha teoria dos grãos de gelo. Isto foi veementemente resistido pela comunidade astronômica no início, mas com o nascimento da espectrografia infravermelha, a teoria do grão de gelo foi substituída pelo teoria da poeira de carbono. Ao longo de poucos anos, após muito estudo de modelos, chegamos à conclusão de que materiais similares ao biomaterial se encaixavam em todos os dados disponíveis na astronomia. Consideramos a possibilidade de que a microbiologia tinha um caráter universal, e nenhuma observação em astronomia ou nova informação de biologia havia fornecido evidência contrária. Se for dado apoio somente às ideias consideradas ortodoxas, através de financiamento ou oportunidades de publicação, é certo que o progresso da ciência será barrado, como foi na idade média.
Wickramasinghe e o astrônomo inglês, Sir Fred Hoyle são considerados co-desenvolvedores da teoria da panspermia. Em 2012, Wickramasinghe foi co-autor de outro trabalho intitulado  “Non-terrestrial origin of life: a transformative research paradigm shift” (Origem não terrestre da vida: uma mudança de paradigma de pesquisa transformativa – trad. livre), ele diz:
Por quase cinco décadas, há um acumulo de evidências a favor de uma origem não-terrestre da vida e da panspermia, as quais não têm sido avaliadas apropriadamente. Agora, um ponto foi alcançado, o qual demanda uma atenção séria por parte dos biólogos, para uma mudança de paradigma possivelmente transformadora da questão da origem da vida, com profundas implicações por muitas disciplinas. (Fonte)
Interessante pensar sobre isto, não é?  Como o escritor Graham Hancock disse, “somos realmente uma espécie com amnésia. Ainda não sabemos completamente de onde viemos,  nem como chegamos aqui”.
E o que pensar a respeito do fato de provavelmente não estarmos sós e que provavelmente estamos sendo visitados?
Há uma séria possibilidade de que estamos sendo visitados e temos sido visitados há muitos anos por povos do espaço, de outras civilizações. Que cabe a nós, caso alguns desses povos no futuro ou agora forem hostis, descobrir quem eles são, de onde vêm, e o que querem. Isto deveria ser o assunto de uma investigação científica rigorosa e não o assunto de ‘besteiras’ publicadas por tablóides. (Fonte)
A citação acima vem do Lord Almirante Hill-Norton, ex-Chefe da Equipe de Defesa e Almirante 5 estrelas da Marinha Real do Reino Unido. Este é o escalão mais alto possível na Marinha Britânica, escalão similar ao do General Dwight Einsenhower nos Estados Unidos. Hill-Norton também foi Diretor do Comitê Militar da OTAN.  Definitivamente estes são cargos em ‘posição de saber’ sobre o que está ocorrendo, pelo menos a um certo grau.
Você pode pensar que isto é ficção, mas não é. Há inúmeras testemunhas com currículos grandiosos (Carl Sagan, Iosif Shklovsky) que estudaram e continuam pesquisando tal relação extraterrestre com a nossa vida aqui no planeta Terra. Quem sabe um dia podemos ser falados como astronautas antigos de povos que serão ainda descobertos por nós.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Total de visualizações

Postagens em Destaque