HOTWORDS

Arquivo do blog

Theme Support

Unordered List

Recent Posts

Science Planet. Tecnologia do Blogger.

Fashion

Technology

Fashion

Archive

Editors Picks

Follow us

O impacto do Wikileaks sobre os OVNIs / UFOs

O desacobertamento dos OVNIs é rodeado de mistérios, intriga e grande dose de excentricidade.

A imprensa corporativa se recusa engajar o tópico OVNI [com seriedade], assim os pesquisadores do fenômeno e entusiastas geralmente são forçados a congregar em ‘cantos obscuros’ da Internet, procurando por pedaços de informações confiáveis para serem adicionadas aos seus registros.  Não deve ser surpresa que quando uma grande coleção de informações relacionadas aos OVNIs emerge do Wikileaks, os estudiosos de ONVIs entram em frenesi. Embora o Wikileaks não seja restringido pelas forças que restringem a imprensa corporativa, seria ele bom o suficiente para estudar a questão dos OVNIs?
Há poucos dia, Rob Waugh do site The Metro publicou um artigo a respeito de um ‘telex’ (cable) de 1978 (assunto publicado no Parceiro OVNI Hoje em novembro passado), no qual Sir Eric Gairy, ex-Primeiro Ministro de Granada, abordou as Nações Unidas com um pedido formal de investigação de OVNIs. Parte da mensagem declara:

07 Oct 1977 —  Sir Eric Gairy, Primeiro Ministro de Granada, falando na Assembléia Geral da ONU sobre os OVNIs. — Imagem por © Bettmann/CORBIS
[Gairy] veio a Nova Iorque pra apresentar o item, devido à sua ‘profunda convicção pessoal’ de que o assunto dos OVNIs era de ‘importância e significância mundiais’ e, de fato, um assunto que necessitava consideração muito séria pelas Nações Unidas.
Embora esta já seja uma notícia antiga, o artigo teve boa circulação entre as comunidades OVNI, mas ele levanta questões importantes: seria este telex ovniologicamente valioso e, de forma temporária, a enorme coleção de dados OVNIs do Wikileaks, vindos de mensagens por telex e até e-mails, na verdade ajudaria revolver a charada dos OVNIs?
Para responder esta questão é necessário olhar para trás no relacionamento histórico entre a própria Wikileaks e os OVNIs.
A Wikileaks explodiu na consciência cultural e social há mais de 6 anos, quando publicou centenas de milhares de documentos secretos crus do governo dos EUA, a respeito dos conflitos no Iraque e no Afeganistão. Logo foram publicados 250 mil documentos diplomáticos secretos, muitos dos quais foram danosos, e isto trouxe a compreensão de que ninguém estava seguro de ter sua ‘roupa suja’ publicada, irrelevantemente de que posição tivesse no governo.
Com o passar do tempo, e a continuada liberação de documentos pela Wikileaks, os pesquisadores de OVNIs começaram a procurar nos arquivos da Wikileaks por quaisquer menções sobre OVNIs. Desde telexes curiosos e mensagens a respeito de Nibiru a práticas de recrutamento de cultos de OVNI, e até mesmo um prefeito de uma cidade se referindo à vida em outros planetas – o conteúdo da Wikileaks criou um tumulto significativo no mundo OVNI.
Porém, o maior pico de dados sobre OVNIs veio em 2016. E-mails vazados do diretor de campanha de Hillary Clinton e conhecido entusiasta de OVNIs, John Podesta, conhecidos como ‘Os E-mails de Podesta’, se tornou central com as eleições em pleno vapor.  Embora a maior parte do conteúdo não era relacionado aos OVNIs, não demorou muito para os pesquisadores começarem a encontrar algum conteúdo relacionado ao tema.
Tom DeLonge, apresentado na Revista Rolling Stone
Uma das revelações mais incríveis dos e-mails foi a respeito de Tom DeLonge, da banda Blink 182, e sua reunião com Podesta, bem como outras autoridades estadunidenses do alto escalão.  Em um dos e-mail a Podesta, DeLonge declarou que queria marcar uma reunião entre ele, Podesta e autoridades que eram …
…lideranças principais relacionadas a nosso sensível tópico… encarregados da divisões mais frágeis, pois está relacionado aos tópicos da Ciência Secreta e do Departamento de Defesa.
Em outro e-mail, uma destas autoridades é mencionada como sendo o General William McCasland. DeLonge escreve:
Quando Roswell teve o acidente, eles o enviaram [o disco] para o laboratório da Base da Força Aérea Wright Patterson.  O General MacCasland estava no comando exatamente daquele laboratório até uns anos atrás… ele não somente sabe o que estou tentando alcançar, ele ajudou a montar minha equipe de conselheiros… ele é um homem muito importante.
Os E-mails de Podesta continham muito material relacionado aos OVNIs, o que era de se esperar, já que ele era interessado no assunto. As mensagens de DeLonge são somente uma amostra de uma longa lista.  Contudo, o resultado destes e-mails vazados asseguraram à comunidade OVNI uma paixão pelo Wikileaks como sendo uma fonte legítima de informação.
Foi como um brado de convocação. Os pesquisadores de OVNIs finalmente tinham uma organização de renome por detrás deles. Isto não era um pequeno site de notícias de OVNIs que servia a um pequeno público; isto era o Wikileaks, uma presença gigante e poderosa na Internet, a qual era manchete quase todos os dias. Isto era, e ainda é hoje, nada menos do que algo sedutor para uma subcultura relegada à margem social . Porém, algo sedutor nem sempre é bom. O efeito que o Wikileaks causou aos OVNIs ele o fez a todos os outros tópicos culturais; ele fez com que as linhas ficassem fora de foco entre os fatos pesquisados dentro de contexto, e despejou informações desprovidas de contexto.
Não é que o Wikileaks seja bom ou mau, mas é que ele mudou o jogo. O discurso dos OVNIs agora tem acesso a mais dados, mas os dados não são conferidos ou pesquisados antes de serem liberados.  Eles são simplesmente crus, e qualquer um pode circular essa informação para se adequar a suas próprias crenças ou agenda.
Alguma da informação cru no Wikileaks pode ser útil na procura pela verdade, mas alguma dela tem sido e será usada por charlatões para forrarem seus bolsos e projetarem seus próprios egos.  As pessoas precisam continuar sendo críticas.
Os telexes diplomáticos publicados fora de contexto não são fatos, e e-mails a respeito da opinião e crença de um homem não são evidências.  A transparência radical que o Wikileaks tenta fornecer definitivamente está aqui para ficar, mas aqueles que estudam a questão dos OVNIs devem estar cansados, pois é fácil se ficar ofuscado. Nada no Wikileaks tem levado às evidências concretas provando que os OVNIs são mais do que o seu acrônimo.  Talvez um dia os pesquisadores de OVNIs encontrarão o cálice sagrado nos arquivos de dados do Wikileaks, mas até então, eles precisam ser mais críticos a respeito da informação que tiram de um enorme despejo de dados.
Como o Podesta enviou em uma de suas mensagens no Twitter em 2014, #thetruthisstilloutthere, ou seja: “a verdade ainda está lá fora”.


Fonte
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Total de visualizações

Postagens em Destaque